Sobre o Tratamento Tratamento de Canal

Em muitos casos, quadros de inflamação da polpa (“nervo”) do dente ou de infecção aguda do canal geralmente causam dor ao paciente. Contudo, em algumas outras situações pode não haver o relato de dor, apesar de o tratamento de canal ser o procedimento indicado. Nessas situações, um exame clínico e radiográfico adequado, realizados por um cirurgião dentista, é essencial para um correto diagnóstico e tratamento, que pode inclusive prevenir o aparecimento da dor.

 

Dependendo do diagnóstico inicial e dos sinais e sintomas apresentados pelo paciente, o tratamento de canal pode ser realizado em apenas uma sessão de atendimento. O tratamento de canal divide-se basicamente em 3 partes: a abertura (desgaste feito no dente para ter acesso ao canal), o preparo (etapa na qual o tecido inflamado ou necrosado é removido, junto com as bactérias que podem estar presentes no canal) e a obturação (quando é realizado o preenchimento e o selamento do canal para evitar que uma nova infecção possa acontecer). Entre cada uma das etapas, pode ser necessário o uso de alguma medicação dentro do canal por um período de alguns dias. Os usos das diferentes medicações no local podem ajudar a diminuir a inflamação ou a infecção do dente. Normalmente, a dor sentida diminui ou desaparece a partir da realização da primeira etapa do tratamento. Contudo, se o tratamento não for completado, a dor pode retornar e o processo inflamatório ou infeccioso pode aumentar.

 

Nos casos em que a estrutura da coroa dentária está pouco comprometida, apenas uma restauração finaliza o tratamento. Porém, quando há maior perda de estrutura é indicada a reabilitação uma prótese dentária fixa. Esse tipo de prótese é frequentemente utilizado em dentes com tratamento de canal e é composta por um pino, que é cimentado dentro do canal para dar retenção à prótese, e por uma coroa protética, confeccionada em laboratório com o uso de cerâmica na coloração do dente, aliando funcionalidade, longevidade do tratamento e resultado estético satisfatório.

Em muitos casos, quadros de inflamação da polpa (“nervo”) do dente ou de infecção aguda do canal geralmente causam dor ao paciente. Contudo, em algumas outras situações pode não haver o relato de dor, apesar de o tratamento de canal ser o procedimento indicado. Nessas situações, um exame clínico e radiográfico adequado, realizados por um cirurgião dentista, é essencial para um correto diagnóstico e tratamento, que pode inclusive prevenir o aparecimento da dor.

 

Sobre o Tratamento Tratamento de Canal

Dependendo do diagnóstico inicial e dos sinais e sintomas apresentados pelo paciente, o tratamento de canal pode ser realizado em apenas uma sessão de atendimento. O tratamento de canal divide-se basicamente em 3 partes: a abertura (desgaste feito no dente para ter acesso ao canal), o preparo (etapa na qual o tecido inflamado ou necrosado é removido, junto com as bactérias que podem estar presentes no canal) e a obturação (quando é realizado o preenchimento e o selamento do canal para evitar que uma nova infecção possa acontecer). Entre cada uma das etapas, pode ser necessário o uso de alguma medicação dentro do canal por um período de alguns dias. Os usos das diferentes medicações no local podem ajudar a diminuir a inflamação ou a infecção do dente. Normalmente, a dor sentida diminui ou desaparece a partir da realização da primeira etapa do tratamento. Contudo, se o tratamento não for completado, a dor pode retornar e o processo inflamatório ou infeccioso pode aumentar.

 

Nos casos em que a estrutura da coroa dentária está pouco comprometida, apenas uma restauração finaliza o tratamento. Porém, quando há maior perda de estrutura é indicada a reabilitação uma prótese dentária fixa. Esse tipo de prótese é frequentemente utilizado em dentes com tratamento de canal e é composta por um pino, que é cimentado dentro do canal para dar retenção à prótese, e por uma coroa protética, confeccionada em laboratório com o uso de cerâmica na coloração do dente, aliando funcionalidade, longevidade do tratamento e resultado estético satisfatório.

Tipos de Tratamento

Perguntas Frequentes

  • Tratamento de canal: o que é? como e quando fazer?

    Você já ouviu falar no tratamento de canal? Se você acha que existe alguma ligação com a cárie, você acertou! Para que você entenda perfeitamente tudo o que precisa saber, o Dr. Denis Luchini veio até o nosso blog.

    O que é tratamento de canal?

    Acontece quando o paciente tem uma cárie com uma proporção tão grande que atinge o nervo interno do dente. Quando isso ocorre, é importante ser feita a remoção desse nervo e a obturação do canal.

    Prevenção do tratamento de canal

    Para evitar as cáries, é importante que haja uma boa higienização bucal. Use sempre escova de dente e fio dental para fazer a limpeza. Além disso, não esqueça de visitar o dentista periodicamente.

    Pós-tratamento de canal

    Depois que o tratamento é feito, o paciente deve fazer uma restauração desse dente. Isso ocorre com alguns procedimentos como colocação de prótese, resina ou outro material.

    Cuidados com o tratamento de canal

    O procedimento precisa ser finalizado para que não seja perdido. Com a remoção do nervo, o dente fica “sem vida” e sensações de temperatura e dor não poderão ser sentidas. Por isso é de extrema importância a consulta com um profissional.

  • Tudo sobre tratamento de Canal

    Saiba quando é indicado realizar o tratamento de canal.

    Você já deve ter ouvido falar sobre o tratamento de canal, ele é um dos procedimentos mais conhecidos e realizados nos consultórios odontológicos. Porém você sabe como é realizado um tratamento de canal?

    O tratamento de canal é um procedimento simples para remoção do tecido infectado da polpa do dente, causado em grande parte por cáries avançadas não tratadas de forma correta ou até mesmo por alguma lesão no dente.

    É muito comum o tratamento de canal ser associado a dor e acabar causando medo em algumas pessoas, nos dias de hoje com o desenvolvimento da tecnologia, ele é menos invasivo e por isso praticamente indolor.

    Como é feito o Tratamento de Canal?

    O primeiro passo para a realização do tratamento é o diagnostico de um dentista, apenas ele pode indicar e realizar estre tipo de procedimento. Após a avaliação do dentista o procedimento é feito da seguinte maneira:

    Anestesia

    O tratamento de canal é realizado com anestesia local, evitando dores e possíveis desconfortos aos pacientes.

    Abertura

    Após a anestesia o dentista irá abrir a coroa do dente pra fazer a remoção do tecido infectado.

    Limpeza do Canal (Sanitização)

    Depois de fazer a remoção do tecido infectado o dentista realiza a limpeza do local para eliminar a contaminação e evitar que ela se espalhe para outras áreas saudáveis do dente.

    Restauração

    A última etapa do tratamento é a restauração do dente, para isto o dentista irá medir o tamanho da cavidade aberta no dente. Dependendo do dano causado ao dente o dentista fará o preenchimento provisório com um material especifico para evitar a proliferação de bactérias, e depois de alguns dias fará a restauração com aplicação de uma coroa.

    Caso o dano no dente seja minimo o dentista após o procedimento fará a restauração com resina recriando o formato original do dente.

Novidades Sobre o Tratamento

Deslize para ver mais
Anterior
Próximo

Receba novidades da Sorrifácil